Rubem acusa Governo de projetar um filme de terror

Em 22/01/1999 - 00:01
-A A+

Rubem acusa Governo de projetar um filme de terror Sem se pronunciar até o momento sobre o projeto do Governo estadual – emenda constitucional nº 04/99 –, o deputado Paulo Rubem (PT) teceu, ontem, suas primeiras críticas à proposta. Segundo ele, após uma análise cuidadosa, constata-se que o projeto é parcial, incoerente e vazio. “Um verdadeiro filme de terror para os servidores públicos”, afirmou. Afirmando estar de acordo com a busca do equilíbrio entre receita e despesa nas finanças do Estado, Paulo Rubem ressaltou, entretanto, que o projeto do executivo só ataca um tipo de despesa – a de pessoal –, quando outras poderiam ser objeto de análise. “Por que não reduzir as despesas de capital, de investimentos ou as outras despesas correntes do Estado?”, questionou.A estabilidade do servidor estadual, da forma como está no projeto, também será alvo de emendas do parlamentar, assim como o artigo que cria o Conselho de Política de Administração de Pessoal. De acordo com a proposta do Executivo, 20% dos cargos serão extintos. “Vou propor que, primeiro, sejam a tingidos os cargos comissionados, e, em ordem decrescente, seja cortado 20%, no mínimo, com publicidade e com outras despesas correntes. Se ainda assim os objetivos não forem atendidos, que o Conselho encontre novas alternativas para os cortes”, destacou Paulo Rubem, que deve apresentar 16 emendas ao projeto. (M G)