Publicado em 25/09/2023 - 16:09

Alepinha Literária

Cidadania na palma da imaginação

-A A+

O que é a Coleção Alepinha Literária?
É um conjunto de livros da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) para as crianças aprenderem seus direitos.

Que temas aparecem na Coleção?
Cidadania, comunidade, representatividade, mobilização social, Poder Legislativo, funções dos deputados, leis, Alepe e muitos outros assuntos.

 

Baixe o livro ‘Quem mora no Palácio Azul?’

Todo palácio já foi a casa de uma princesa? Princesas também se sujam de lama? Nesse livro, Aurora e o irmão mais novo tentam descobrir quem mora no Palácio Azul – o Museu Palácio Joaquim Nabuco, sede histórica da Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco. Conheça as histórias fascinantes que esse palácio tem para contar.

📖 Clique aqui para baixar o livro

🛝 Clique aqui para baixar o Caderno de Brincadeiras

 

Onde encontro o livro físico?

Você pode encontrar os exemplares do livro ‘Quem mora no Palácio Azul?’ em bibliotecas públicas de Pernambuco. Eles também podem ser solicitados por projetos sociais voltados para as crianças.

📚 Quer o livro físico para um projeto social com crianças? Solicite aqui

Como é possível ensinar cidadania pra crianças tão pequenas?

Os livros usam a imaginação para sensibilizar as crianças e fazê-las refletir sobre o papel social delas. A Alepe quer empoderar os pernambucaninhos para que entendam, desde cedo, que eles têm direitos e deveres. O direito de usar o parquinho vem junto do dever de preservá-lo e compartilhá-lo com os amiguinhos, por exemplo.  As histórias trazem situações e sentimentos do universo infantil. Os primeiros volumes são destinados à primeira infância, mas a ideia é que os demais transpassem essa faixa etária e sigam até os 12 anos de idade, complexificando e aprofundando os temas a cada edição.

Os livros da Alepinha Literária também são pra bebês?

Com certeza! Segundo a Sociedade Acadêmica de Pediatria dos Estados Unidos, ler desde a barriga desenvolve o cérebro. Entrar em contato com emoções (entonação da voz, pausas, surpresas…) é fundamental para o desenvolvimento emocional do bebê. Além disso, os livros sensibilizam para a comunicação básica: cores, formas, vocabulário, números, letras, tocar, apontar, responder perguntas, imitar sons, reconhecer imagens, se identificar nas cenas. E ainda estimulam a memória, a imaginação, a capacidade de ouvir e a concentração. Tudo isso é básico para o desenvolvimento social e psicológico da criança. Talvez a principal razão para se ler seja ainda maior: a conexão que se forma entre bebê e cuidador. Fica também o aprendizado de que a leitura é importante e valorizada naquela família.

Tem pernambucanidade na Coleção?

Claro que tem! As histórias se passam em várias cidades desse ‘Pernambuco meu País’. Os livros valorizam nossa cultura, raças e etnias. Exploram linguagem, cenário, textura, figurino, penteado, vegetação e até animais locais (notaram o caranguejo, a capivara e a garça na história do Palácio Azul?).

 

Vem ler na Biblioteca da Alepe

Aqui na Assembleia, tem uma biblioteca bonita, cheirosa e organizada. Você pode vir ler esse e muitos outros livros. Ah, e tem espaço infantil também, viu?

Horários: 8h às 18h (seg a qui); 8h às 13h (sexta)  
Obs: você pode ler o que quiser na biblioteca, mas apenas funcionários podem levar livros pra casa.

Afinal de contas, quem mora no Palácio Azul?


Na verdade, ninguém mora lá, só trabalha.

E quem trabalha lá?
Os deputados e as deputadas estaduais.

O que fazem lá dentro?
Criam leis que garantem os direitos das crianças, dos adolescentes, dos adultos, dos idosos e de todo o povo pernambucano.

O que é o Palácio Azul, então?

É o Museu Palácio Joaquim Nabuco, inaugurado em 1875. O prédio é a sede histórica da Alepe.

O que é a Alepe?
É a Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco.

Sabia que a Alepe tem 49 deputados e deputadas?
🙋‍♀️🙋‍♂️ Descubra quem são eles


Conheça o Museu Palácio Joaquim Nabuco
sem sair de casa

Prefere vir pessoalmente?
Mande e-mail pro Cerimonial e agende sua visita: cerimonialalepe@hotmail.com

 

Pernambucaninhos cheios de direito

Aqui na Alepe os pernambucaninhos são cheios de direito. Muito bem-vindos nos eventos da Casa, eles adoram as contações de história, as leiturinhas na biblioteca e as brincadeiras nos dias de festa. As excursões escolares também fazem sucesso. E pros bebês, tem um cantinho especial: a sala de amamentação. A Assembleia é a primeira casa legislativa do Nordeste a oferecer um espaço como esse pras famílias.

Criança tem vez também nas reuniões plenárias. Só em 2023, a Alepe aprovou mais de 20 leis sobre crianças e adolescentes. O Orçamento Criança, da deputada Simone Santana, é um exemplo. A lei determina que o Governo de Pernambuco explique direitinho quanto de dinheiro vai investir todo ano em ações pras crianças bem pequenininhas, as da primeira infância, dos zero aos seis anos.

O ganhador do prêmio Nobel de Economia James Heckman comprovou que o investimento em educação infantil tem um retorno mais alto do que qualquer outra aplicação financeira: entre 7% e 10% ao ano. Sabendo disso, a Assembleia formou um grupo pra discutir essas questões: a Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Primeira Infância. O colegiado fez um levantamento sobre a realidade das crianças pernambucanas. Além disso, junto com a Comissão de Educação e Cultura, discute e acompanha a implantação de políticas públicas para os pequenos nos municípios e no Estado.

Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Primeira Infância
👶 Conheça os defensores da primeira infância

Comissão de Educação e Cultura
🧑‍🏫 Conheça os membros da Comissão

 

Quer encontrar leis em defesa das crianças pernambucanas?
📄 Tá tudo aqui

Conhece o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)?
😉 Veja os direitos do brasileirinhos

Tem mais lei! Acesse a Constituição Federal na linguagem das crianças
🪁 Constituição em Miúdos