João Paulo celebra 20 anos do Fórum Social Mundial

Em 26/11/2020 - 16:11
-A A+

DEBATE – “Diante do avanço de uma direita fascista e excludente, evento vai contribuir para iniciativas comuns de construção de uma economia mais justa.” Foto: Roberto Soares

Os 20 anos do Fórum Social Mundial, que serão completados em janeiro de 2021, mereceram registro do deputado João Paulo (PCdoB) na Reunião Plenária desta quinta (26). O encontro – que ocorreu pela primeira vez em 2001, na cidade de Porto Alegre (RS) – foi criado para se contrapor ao Fórum Econômico Mundial, realizado em Davos (Suíça), e à globalização de viés neoliberal.

“Se há 20 anos o lema era ‘Um Outro Mundo é Possível’, hoje não é só possível, mas absolutamente necessário”, avaliou o parlamentar. No ano que vem, o evento será promovido, em sua maior parte, de modo virtual por conta da pandemia do novo coronavírus. “Diante do avanço de uma direita cada vez mais fascista e excludente, o Fórum Social Mundial vai contribuir para iniciativas comuns de construção de um novo modelo de economia mais justa”, considerou o comunista. 

João Paulo lembrou, também, que administrações municipais de esquerda serviram de modelo para o Fórum. “Em 2001, Porto Alegre foi uma escolha de forte simbologia, graças a iniciativas como o Orçamento Participativo, que eram referência para o mundo na época”, disse.

Na edição de 2021, o encontro vai discutir questões como liberdade de expressão, ambientalismo, proteção de povos originários, evasão fiscal e privatização de empresas públicas, elencou o deputado. “São assuntos que permeiam o atual estágio de crise sistêmica de um modelo de sociedade e governança. Esse modelo não conseguiu atender a população na atual crise sanitária, principalmente na ‘meca do capitalismo’, que são os Estados Unidos”, finalizou.