Alepe participa de campanha para incentivar a adoção em Pernambuco

Em 04/12/2017 - 18:12
-A A+

A partir do dia 28 de novembro e ao longo do mês de dezembro, a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) promove a campanha “Adote: adotar é saber deixar alguém te amar”. A iniciativa ocorre em parceria com o Governo do Estado, Tribunal de Justiça, Ministério Público, Defensoria Pública, além de associações e grupos de estudo que trabalham com a temática da adoção.

“A Alepe apoia esta causa por entender que o convívio familiar e os vínculos afetivos são imprescindíveis para o bem-estar da criança. Já os pais adotivos são presenteados com uma troca de amor gratificante”, afirmou o presidente da Casa, deputado Guilherme Uchoa (PDT). Anúncios publicitários serão veiculadas em TV, rádio, jornal impresso e mídias sociais, com apoio da imprensa e diversas entidades da sociedade civil.

Pernambuco tem, atualmente, 324 crianças e 1.028 pretendentes à adoção no Cadastro Nacional de Adoção (CNA). O motivo para o número de candidatos a pais e mães ser bem maior do que o de crianças a espera de um novo lar está no perfil preferido pelos pretendentes: cerca de 70% dos adotantes querem crianças com menos de três anos de idade, que correspondem a apenas 17% dos cadastrados para adoção no Estado.

Aos poucos, Pernambuco vem conseguindo vencer esse impasse. Entre 2015 e 2016, houve um aumento de 73% do número de jovens adotados – foram 66, contra 38 do ano anterior. De acordo com o Conselho Nacional de Justiça, o Estado está entre os cinco do País que mais promoveram adoções no ano passado.

Além de estimular a adoção, a campanha também pretende incentivar o apadrinhamento de crianças e adolescentes que permanecem acolhidos em instituições face à ausência de interessados em adotar ou pela impossibilidade de retornarem à sua família de origem.