Brasão da Alepe

Indicação No 10852/2018

Texto Completo

Indicamos à Mesa, ouvido o Plenário e cumpridas as formalidades regimentais,
que seja encaminhado um Apelo ao Exmo. Sr. Ministro da Integração Nacional,
Helder Barbalho e ao Exmo. Sr. Governador do Estado de Pernambuco, Paulo
Câmara, no sentido de viabilizar a construção das Barragens na Mata Sul do
Estado.

Justificativa

Os estragos provocados pelas enchentes que destruíram cidades da Zona da mata
Sul e Agreste de Pernambuco no final do mês de maio poderia ter sido
minimizados se as obras prometidas estivessem concluídas. Depois das enchentes
de 2010, quando 12 pessoas morreram e 57 mil ficaram sem casas, foi prometido a
construção de cinco barragens para evitar inundações, mas 7 anos depois, apenas
uma ficou pronta. As outras não chegaram nem na metade da construção e estão
com obras paradas.

A situação mais crítica é a barragem de Igarapeba, localizada em São Benedito
do Sul, projetada para conter as águas dos rios Pirangi e Una. Com capacidade
de armazenar 68 milhões de metros cúbicos, a barragem também seria usada para o
abastecimento de municípios como Maraial, Jaqueira, Palmares, Água Preta,
Barreiros e Catende.

O local tem apenas algumas estruturas de concreto e as casas de apoio do
canteiro de obras já não existem mais janelas, portas e telhado. Nelas estão
vivendo as vítimas da enchete do distrito de Igarapeba.

Em Barra de Guabiraba, a barragem que leva o nome da cidade que foi planejada
para conter as cheias no rio Sirinhaém e garantir o abastecimento das cidades
de Barra de Guabiraba, Cortês, Ribeirão, Gameleira, Joaquim Nabuco e Sirinhaém.
A única grande intervenção feita, a construção de um paredão de barro, foi
destruído pela força da água na última chuva.

A barragem de Panelas II, a construção está cercada e vigiada por um segurança.
A obra fica no município de Cupira, e quando pronta, deverá conter as enchentes
nos rios Panelas, Pirangi e Una, beneficiando as cidades de Belém de Maria,
Catende, Palmares e Cupira. O paredão de contenção foi construído, mas
observando o local é notável que ainda há muito o que fazer.

Em Lagoa dos Gatos, a "Barragem de Gatos" foi projetada para conter enchentes
nos rios Gatos, Pirangi e Una. Com as chuvas, um paredão de barro que havia
sido levantado se rompeu e provocou a morte e duas pessoas, além da destruição
da cidade de Belém de Maria.

Todas as quatro barragens iniciadas entre 2011 e 2012 e deveriam ter sido
finalizadas em 2013. Das obras previstas apenas a barragem de Serro Azul, no
município de Palmares, ficou pronta para a contenção do Rio Una.

Diante do exposto, solicito celeridade na continuação das obras nas barragens
citadas, pois o o resultado beneficiará muitos pernambucanos.

Histórico


[09/04/2018 18:16:01] Enviada p/Comunicação
[05/04/2018 10:32:36] Inserção na Ordem do Dia
[04/04/2018 17:52:45] Enviada p/Publicação
[04/04/2018 17:50:10] À publicação
[04/04/2018 16:55:43] Proposição Numerada
[03/04/2018 16:38] Enviada p/DAL

Sala das Reuniões, em 3 de abril de 2018.

Bispo Ossésio Silva
Deputado


Informações Complementares

Status
Situação do Trâmite: Enviada p/Comunicação
Localização: Comunicação

Tramitação
Publicação: 05/04/2018 D.P.L.: 17
Inserção na O.D.: 09/04/2018 Página D.P.L.:


Resultado Final
Publicação Redação Final: Página D.P.L.:
Inserção Redação Final na O.D.:
Resultado Final: Aprovada Data: 09/04/2018


Esta proposição não possui emendas, pareceres ou outros documentos relacionados.