Brasão da Alepe

Requerimento No 1844/2016

Texto Completo

Requeremos à Mesa, ouvido o Plenário e cumpridas as formalidades regimentais,
que seja encaminhado um Voto de Aplauso ao América Futebol Clube pela
comemoração dos seus 102 anos de fundação, a ser comemorado no dia 12 de abril
do presente ano.

Justificativa

O América Futebol Clube foi fundado em 12 de abril de 1914 por um grupo de
garotos aristocráticos do Recife, em sua maioria, jovens das famílias Accioly e
Reis e Silva.
Uma das instituições esportivas mais reconhecidas e importantes de Pernambuco,
o América não nasceu América Futebol Clube e nem mesmo em Casa Amarela. Esses
traços foram incorporados pela segundo clube de todo pernambucano ao longo do
tempo. Com raízes oriundas de jovens praticantes do ciclismo, teve-se a ideia
de formalizar o grupo de amigos em uma agremiação e, embora as bicicletas fosse
a paixão destes garotos, lançou-se a ideia de criar uma agremiação de futebol,
que no início do século XX, era a novidade no momento que pairava no Recife.
E no dia 12 de abril de 1914, reuniram-se na Rua João de Barros 26 rapazes
fazendo história, dando vida ao João de Barros Foot-Ball Club. Lá estavam Ayres
Valente, Odilon Sampaio, João Cleophas de Oliveira, José Arruda de Albuquerque,
Ayres Valente, Alexandre, José, Petronilo Lucillo Reis e Silva, Bruno Brunelli,
Carlos Rocha, Octavio de Oliveira, Octavio Batista de Carvalho, Pedro Farias,
Eduardo Lemos Sobrinho, Antonio Soares, José Novaes, João Beltrão, Rubens
Farias, Jorge Tasso, Asdrubal Castro, Manoel Henrique de Araújo Pereira, Carlos
Lapa Filho, Alberto e Victor Seixas e Octávio da Cunha Lins.
No mesmo dia em que foi fundado o João de Barros, a diretoria do clube foi
escolhida. Coube a Aristheu Accioly Lins, que lançou a idéia da criação do João
de Barros e que, anos depois viria a se tornar presidente da a Liga Sportiva
Pernambucana e um renomado advogado na cidade de Salvador, as honras de ser o
primeiro presidente do João de Barros João de Barros Foot-Ball Club.Primeira
Diretoria:Presidente: Aristheu Accioly LinsPrimeiro Secretário: Luiz Accioly
LinsSegundo Secretário: Ubyrajara Accioly CorreiaTesoureiro: José Acciolly
Correia LinsDiretor Esportes: José Reis e SilvaVice-Diretor Esportes: Ayres
Valente.
O América Futebol Clube nasceu tempos, com a vinda de João Evangelista Belfort
Duarte ao Recife, em Agosto de 1915, que naquela Època era um dos símbolos do
futebol brasileiro. Ligado ao América do Rio de Janeiro, Belfort viera ao
Recife com o intuito de buscar apoio da Liga Sportiva para fundação da
Federação Nacional de Esportes, antecessora da Confederação Brasileira de
Desportos (CBD). Recebido com muita festa, Belfort Duarte, recebeu convite para
a assembleia geral do dia 22 de agosto na sede do João de Barros, sendo
distinguido para sua surpresa como capitão honorário do clube e a mudança o
nome do clube para América Futebol Clube, em homenagem ao seu clube de coração:
o América Football Club do Rio de Janeiro.
Comunico-vos que em Assembléia Geral do João de Barros Futebol Clube, reunida
no dia 22 de agosto de 1915 deliberou a mudança de nome daquela sociedade que
ficou denominada ?América Futebol Clube?, convicto que esta deliberação em nada
mudará as atenções dispensadas ao nosso antigo JBFC e espero a continuação das
mesmas ao América Futebol Clube.
A série de títulos do América, em campeonatos oficiais, teve inicio com a
conquista do tricampeonato pernambucano de 1918, 1919 e 1920. Em 1921, sofrendo
perseguições por parte de alguns dirigentes da Liga Sportiva, acabou
solicitando afastamento do estadual, voltando apenas em 1922, quando sagrou-se
Campeão do Centenário da Independência do Brasil. Em 1927, voltou a ser campeão
estadual, titulo que só viria a conquistar novamente apenas em
1944.Multicampeão, o América não concentrou suas atividades tão somente no
futebol, fazendo com que os esportes olímpicos e amadores tivesse vida dentro
do clube. Nos anos 50, conquistou o bicampeonato de pólo aquático. No ciclismo,
obteve o tetracampeonato da modalidade na década de 70, inclusive tendo várias
conquistas individuais dos atletas esmeraldinos realizadas nos demais estados
do país. No salonismo, onde lançou-se pioneiro nacionalmente, conquistou
títulos estaduais durante a década de 80.O 1° campeão nordestino (Troféu
Nordeste 1923)Enquanto no sul se organizava a Copa dos Campeões e o Torneio
Rio-São Paulo, em Alagoas foi organizada uma competição diferente: a Taça
Nordeste (o primeiro torneio inter-estadual da região Nordeste de que se tem
notícias).A competição ocorreu para festejar o Dia do Trabalhador, em Maceió.
Foram convocadas oito das melhores equipes do Nordeste: Botafogo e Vitória
(Bahia), Cabo Branco e América (Paraíba), CRB e CSA (Alagoas) e Sport e América
(Pernambuco).
O Mequinha passou às semifinais ao lado do Botafogo-BA e enfrentaria mais uma
vez o Sport fazendo uma reprise da final de 1922, e dessa vez aplicando 6 a 2
no Leão, que era até então devastador.
O todo poderoso América ficaria conhecido em todo Nordeste e faria uma final
histórica contra o CSA de Alagoas, que havia vencido o Botafogo da Bahia, o
campeão baiano da época.
Na final um dos jogos mais eletrizantes da história, com uma vitória para ambas
equipes. Como o América detinha a vantagem, sagrou-se o primeiro campeão
nordestino de que se tem notícias.
O primeiro jogo foi realizado no dia 4 de fevereiro e o América venceu o CSA
por 2 a 1, mostrando todo poderio de uma equipe que era famosa em todo
Nordeste. O CSA abriu a contagem através de Nelcino. Zé Tarso e Juju deram a
vitória ao clube pernambucano. No dia 6, ocorreu a segunda partida. O CSA a
venceu por 4 a 3. Foi uma das mais eletrizantes partidas de futebol da história
do América. Juju fez 1 a 0 para o América. Nelcino empatou e Bráulio fez 2 a 1
para o CSA. Zé Tarso empatou outra vez, daí Odulfo fez 3 a 2 e 4 a 2 para os
alagoanos. Juju voltou a marcar para o América, fechando o placar. Foi uma
vitória consagradora no torneio e que repercutiu nos grandes jornais do Recife.
Americanos e azulinos jogaram as duas partidas com os mesmos jogadores. O
América tornava-se a primeira potência do futebol nordestino.
TÍTULOS:
FUTEBOL
Regional: Troféu Nordeste (1923)Estadual: Campeonato Pernambucano (1918, 1919,
1921, 1922, 1927 e 1944)Torneio Início (1921, 1930, 1931, 1934, 1936, 1938,
1941, 1943, 1955, 1967 e 1970)Liga Suburbana (1916, 1917, 1918 e 1929)Torneios
Amistosos: Taça Recife (1975)Torneio Aniversário da Cidade de Jaboatão
(1981)Categorias de base: Campeonato Pernambucano de Juniores: (1962, 1963,
1968, 1969, 1977 e 1984).Campeonato Pernambucano Infanto-Juvenil:
(1951)Campeonato de Aspirantes: (1928, 1930, 1932 e 1939)Futebol Feminino:
Copinha do Mundo Sub-17 ? Representando a seleção dos Estados Unidos:
(2014)Futebol Master: Campeonato Pernambucano: (1991)
ESPORTES OLÍMPICOS
Futebol de Salão: Campeonato Pernambucano (1985)Taça Cidade do Recife
(1981)Futebol de Mesa: Campeonato Pernambucano Infantil (2011)Campeonato
Pernambucano Master (2011) Basquete: Campeonato Pernambucano SUB-19 Feminino
(2014)Campeonato Pernambucano Adulto Feminino (2014) Ciclismo: Campeonato
Pernambucano (1975, 1976, 1977, 1978) Handebol: Campeonato Pernambucano Adulto
(1980)Campeonato Pernambucano Juvenil (1980) Pólo Aquático: Campeonato
Pernambucano Adulto (1952, 1954)
GRANDES CAMPANHAS:
Futebol
Vice-campeão Pernambucano de Futebol (1923, 1924, 1930, 1941, 1945, 1947, 1948,
1950 e 1952)Vice-campeão Pernambucano Série A2 (2010, 2013) Basquete
Vice-campeão Pernambucano Adulto Masculino (1977, 1978)Vice-campeão Copa Verão
Adulto Masculino (2014)Vice-campeão Pernambucano Adulto Feminino (2014)Futebol
de Salão Vice-campeão Pernambucano de Futebol de Salão (1989)Vôlei Vice-campeão
Taça Cidade do Recife de Vôlei Feminino (2014).
Parabenizamos os diretores, os funcionários, o presidente e a todos que fazem o
América Futebol Clube, pela data especial. Portanto, percebemos a importância
de solicitar merecidamente este Voto de Aplauso.

Sala das Reuniões, em 30 de março de 2016.

Bispo Ossésio Silva
Deputado


Informações Complementares

Status
Situação do Trâmite: Enviada p/Comunicação
Localização: Comunicação

Tramitação
Publicação: 31/03/2016 D.P.L.: 18
Inserção na O.D.: 04/04/2016 Página D.P.L.:


Resultado Final
Publicação Redação Final: Página D.P.L.:
Inserção Redação Final na O.D.:
Resultado Final: Aprovada Data: 04/04/2016


Esta proposição não possui emendas, pareceres ou outros documentos relacionados.