Brasão da Alepe

Requerimento No 2483/2016

Texto Completo

Requeremos à Mesa, ouvido o Plenário e cumpridas as formalidades regimentais,
que seja formulado um Voto de Aplauso a Raissa Santana, vencedora do Miss
Brasil 2016.

Justificativa

Representante paranaense que vive em Umuarama, a baiana Raissa Santana, de 21
anos, foi a vencedora do concurso de beleza mais tradicional do país. Ela
estuda marketing, é modelo e se tornou a segunda mulher negra da história do
Brasil a ganhar a premiação. As três décadas sem nenhuma representante
afro-descendente entre as ganhadoras serviu de inspiração para Raissa durante a
competição. Na hora de justificar porque merecia a coroa, a paranaense disse
que queria quebrar “o jejum de 30 anos”.
Há exatos 30 anos, a gaúcha Deise Nunes levou o título e se tornou a primeira
Miss Brasil negra.
Pela primeira vez, seis candidatas negras disputaram o concurso de beleza
(representantes dos estados da Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Paraná,
Rondônia e São Paulo). Isso equivale a 25% das participantes. Ao mesmo tempo, a
representatividade negra ainda é baixa nos concursos de beleza, visto que mais
da metade da população brasileira (cerca de 54%) é formada por pessoas negras.
Raissa é a segunda negra a vencer a disputa do Miss Brasil. Antes, apenas a
gaúcha Deise Nunes, em 1986, havia sido coroada. A jovem chegou a dizer que
queria muito "quebrar o jejum de 30 anos" desde que a última negra venceu a
disputa.
Miss Brasil, Raissa Santana diz: "Título para quebrar barreiras do racismo"
Diante do exposto, é que vimos solicitar aos nossos ilustres pares nesta
Assembleia Legislativa a melhor acolhida para esta proposição.

Sala das Reuniões, em 6 de outubro de 2016.

Bispo Ossésio Silva
Deputado


Informações Complementares

Status
Situação do Trâmite: Enviada p/Comunicação
Localização: Comunicação

Tramitação
Publicação: 11/10/2016 D.P.L.: 12
Inserção na O.D.: 17/10/2016 Página D.P.L.:


Resultado Final
Publicação Redação Final: Página D.P.L.:
Inserção Redação Final na O.D.:
Resultado Final: Aprovada Data: 17/10/2016


Esta proposição não possui emendas, pareceres ou outros documentos relacionados.