Brasão da Alepe

Requerimento No 2346/2016

Texto Completo

Requeremos à Mesa, ouvido o Plenário e cumpridas as formalidades regimentais,
que seja consignado no dia de hoje um VOTO DE APLAUSO ao boxeador Robson
Conceição, por ter conquistado a inédita medalha de ouro no boxe nos Jogos
Olímpicos no Rio de Janeiro.

Justificativa

Robson Conceição fatura medalha de ouro inédita no boxe
O baiano de 27 anos superou o francês Sofiane Oumiha e garantiu o maior feito
de um pugilista brasileiro na história das Olimpíadas
Robson Conceição: o vendedor de picolé que chegou ao ouro
Robson superou um passado difícil até chegar ao topo do mundo. Nascido e criado
no bairro Boa Vista de São Caetano, em Salvador (BA), o pugilista começou a
treinar luta no quintal da própria casa para brigar na rua e demorou a
descobrir o caminho certo, dentro do esporte. Sob influência de um amigo,
iniciou em uma academia e percebeu que tinha talento para arriscar carreira na
modalidade.
O lutador tinha uma rotina árdua, acordava às 4h da madrugada para ajudar a avó
que vendia frutas, verduras e legumes em uma feira, ia para a escola, voltava
ao trabalho e só depois então, ia treinar. Na época, sem dinheiro para a
passagem de ônibus até a academia, na Liberdade, nove quilômetros de sua casa.
Tudo correndo.
Ex-vendedor de picolé e ex-ajudante de cozinha de Salvador, Robson Conceição
entrou para o esporte aos 13 anos com pretensões pouco ligadas ao espírito da
Olimpíada.
O caminho até o lugar mais alto do pódio nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro
era árduo. O chaveamento previa o duelo contra dois campeões mundiais – mas
nada que impedisse Robson Conceição de conseguir a maior façanha da história do
boxe brasileiro. Nesta terça-feira, o baiano de 27 anos – quinto colocado do
ranking mundial da Associação Internacional de Boxe (Aiba, na sigla em inglês)
– superou o francês Sofiane Oumiha no ringue do Pavilhão 6 do Riocentro e
conquistou a inédita medalha de ouro para a modalidade nacional, pela categoria
peso-ligeiro (até 60kg). Foi o terceiro ouro do Brasil na Rio-2016, depois das
vitórias de Rafaela Silva, no judô, e Thiago Braz, no salto com vara.
A luta – Robson começou a luta agressivo, acertando golpes no francês, que
buscava o contra-ataque. Nos segundos finais no primeiro round, o brasileiro
chegou a se desequilibrar ao receber um soco. Tomando a iniciativa da luta,
Robson levou o primeiro round na avaliação dos juízes: 10-9. No segundo, o
brasileiro continuou melhor, se esquivando com facilidade de Oumiha e pontuando
com golpes precisos. No final, foi a vez de o francês balançar e se apoiar no
chão, mas o árbitro não abriu contagem. O round terminou com mais um 10-9 para
o brasileiro. Com o triunfo por pontos quase garantido, o brasileiro foi mais
conservador – mas seguiu castigando o francês. Ao final da luta, uma vitória
convincente e uma medalha de ouro inédita e histórica para o Brasil. Para a
festa do público no Riocentro.
Medalhas no boxe – Com o ouro, Robson Conceição coloca novamente o país no mapa
do boxe mundial depois da incrível campanha de quatro anos atrás, nos Jogos
Olímpicos de Londres, quando três medalhas foram conquistadas: duas de bronze,
com Adriana Araújo e Yamaguchi Falcão, e uma de prata, com Esquiva Falcão. Há
ainda o primeiro pódio do pugilismo brasileiro: o bronze de Servílio de
Oliveira, nos Jogos Olímpicos da Cidade do México, em 1968. Ao todo, portanto,
são cinco medalhas para o Brasil no boxe olímpico. Nem mesmo Eder Jofre, o
maior pugilista da história do país e considerado o melhor peso-galo do boxe
mundial, conseguiu um pódio. Durante sua carreira, participou como amador dos
Jogos Olímpicos de Melbourne, em 1956, mas ficou na quinta colocação.
Portanto, percebemos a importância de solicitar merecidamente este Voto de
Aplauso.

Histórico


[30/08/2016 16:49:22] Enviada p/Comunicação
[23/08/2016 16:40:53] Enviada p/Publicação
[23/08/2016 16:40:27] À publicação
[23/08/2016 15:47:02] Proposição Numerada
[17/08/2016 10:47:02] Enviada

Sala das Reuniões, em 17 de agosto de 2016.

Bispo Ossésio Silva
Deputado


Informações Complementares

Status
Situação do Trâmite: Enviada p/Comunicação
Localização: Comunicação

Tramitação
Publicação: 24/08/2016 D.P.L.: 17
Inserção na O.D.: 30/08/2016 Página D.P.L.:


Resultado Final
Publicação Redação Final: Página D.P.L.:
Inserção Redação Final na O.D.:
Resultado Final: Aprovada Data: 30/08/2016


Esta proposição não possui emendas, pareceres ou outros documentos relacionados.