Brasão da Alepe

Requerimento No 1846/2016

Texto Completo

Requeremos à Mesa, ouvido o Plenário e cumpridas as formalidades regimentais,
que seja inserido na Ata de nossos trabalhos Legislativos de hoje, um VOTO DE
CONGRATULAÇÕES ao Município do Ipojuca que estará completando 170 anos de
emancipação política, comemorada no dia 30 de março.

Justificativa

Por volta do ano 1000, os índios tapuias que habitavam a região foram expulsos
para o interior do continente devido à chegada de povos tupis procedentes da
Amazônia. No século XVI, quando chegaram os primeiros europeus à região, a
mesma era habitada por um desses povos tupis: o dos caetés.
A colonização europeia de Ipojuca teve início em 1560, após a escravização dos
índios caetés. A partir daí, os colonos de origem europeia puderam ocupar as
terras férteis e ricas em massapê de Ipojuca. As terras eram bastante propícias
para o cultivo da cana-de-açúcar, o que causou um rápido surgimento de diversos
engenhos na região. Entre os pioneiros, estavam as famílias Lacerda,
Cavalcanti, Rolim e Moura.
Quando os holandeses invadiram Pernambuco, no século XVII, já havia diversos
engenhos estabelecidos na região. Este local participou da resistência aos
holandeses, sob a liderança do capitão-mor Amador de Araújo, em uma luta
iniciada em 17 de julho de 1645. A derrota holandesa deu-se em 23 de julho de
1645.
Dessa forma, Ipojuca consolidou-se como uma das mais importantes regiões do
sistema colonial. Com dois portos - Suape e Porto de Galinhas - além da maior
várzea de massapê do Nordeste, Ipojuca fazia parte do comércio colonial
triangular. Porto de Galinhas ganhou esse nome porque era assim que eram
comumente chamados os escravos chegados da África, naquele período.
O distrito de Ipojuca foi criado pela lei municipal 2, de 12 de novembro de
1895. A vila surgiu com sede na povoação de Nossa Senhora do Ó e, depois foi
transferida para a povoação de São Miguel de Ipojuca.
Com o decreto estadual 23, de 4 de outubro de 1890, a sede foi restabelecida em
Nossa Senhora do Ó. Há inúmeras controvérsias sobre a data de fundação de
Ipojuca, mas, segundo um vigário da freguesia, seria no ano de 1596.
O nome do município é uma referência ao Rio Ipojuca, que banha seu território.
O município do Ipojuca fica na Região Metropolitana, distante 49 km da capital
de Pernambuco, Recife. Desmembrado do Cabo de Santo Agostinho, foi alçado à
vila em 30 de março de 1846, com o nome de Nossa Senhora do Ó, logo em seguida,
passou a se chamar de Ipojuca, em 06 de junho de 1896. Recebeu esse nome por
estar inserido nos domínios da bacia hidrográfica do rio Ipojuca, além do rio
Sirinhaém e do Grupo de Bacias de Pequenos Rios Litorâneos.
Polo turístico do Brasil e do mundo, Ipojuca é destaque no cenário mundial por
suas belas praias e atrativos. Com uma população de 80.637 habitantes, Ipojuca
fica completa com seus distritos e praias tão importantes: Muro Alto, Porto de
Galinhas, Cupe, Maracaípe, Serrambi, Toquinho, Camela, Nossa Senhora do Ó e os
seus mais de 72 engenhos.

Ainda localizado em Ipojuca, e conhecido como a Locomotiva do desenvolvimento
de Pernambuco, o Complexo Industrial Portuário de Suape é considerado um dos
principais polos de investimentos do país. O Porto apresenta estrutura moderna,
com profundidades entre 15,5m e 20,0m e grande potencial de expansão. Sua
localização estratégica em relação às principais rotas marítimas de navegação o
mantém conectado a mais de 160 portos em todos os continentes, com linhas
diretas da Europa, América do Norte e África.
O município se destaca por possuir o segundo maior Produto Interno Bruto (PIB)
de Pernambuco, impulsionado principalmente pelo turismo no seu litoral, com
praias internacionalmente conhecidas, como: Porto de Galinhas, Cupe, Muro Alto,
Maracaípe e Serrambí. Diante do exposto, solicito o apoio dos nobres
componentes deste Parlamento, para aprovação deste requerimento.

Sala das Reuniões, em 29 de março de 2016.

Bispo Ossésio Silva
Deputado


Informações Complementares

Status
Situação do Trâmite: Enviada p/Comunicação
Localização: Comunicação

Tramitação
Publicação: 31/03/2016 D.P.L.: 18
Inserção na O.D.: 04/04/2016 Página D.P.L.:


Resultado Final
Publicação Redação Final: Página D.P.L.:
Inserção Redação Final na O.D.:
Resultado Final: Aprovada Data: 04/04/2016


Esta proposição não possui emendas, pareceres ou outros documentos relacionados.