Everaldo Cabral ingressa no PSD

Em 07/09/2011 - 00:09

DEPUTADO: episódio da PEC motivou saída do PTB

Após o registro oficial no Estado, obtido na última segunda-feira no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o recém-criado PSD conquistou mais uma filiação. Ontem, o deputado estadual Everaldo Cabral (PTB) revelou que vai entrar para o time pessedista. Com a filiação, a bancada do PSD na Assembleia Legislativa de Pernambuco já nasce com dois parlamentares, incluindo o vice-presidente estadual da legenda, deputado Rodrigo Novaes (PTC).

Após quase dez anos filiado ao PTB, Everaldo – que é irmão do prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Lula Cabral (PTB) – decidiu sair da legenda depois da PEC 01/2011, que garante a reeleição dos membros da Mesa Diretora da Alepe. Na época, o PTB fechou questão para votar contra a matéria, mas o parlamentar não seguiu a decisão. “Isso gerou um mal-estar interno. Depois que votei na PEC, o partido ficou meio assanhado comigo. Eu não estava me sentindo muito acomodado no partido”, contou.

O parlamentar, que já passou pelo PMDB e PSL, revelou que vai assumir a presidência do diretório municipal do Cabo, onde foi vereador por quatro mandatos consecutivos. No entanto, isso só deverá ocorrer após o processo de desfiliação do PTB. Everaldo, até ontem, não tinha conversado com nenhum petebista.

Para o secretário-geral do PTB, deputado José Humberto, não há razões para a saída do colega. “Vinha sempre conversando com ele, que não parecia insatisfeito. Ao contrário, ele dizia ‘eu sou do partido’”, contou, sem querer se aprofundar.

FILIAÇÕES

Apesar do presidente estadual do PSD, ex-deputado André de Paula, não revelar futuros nomes que integrarão o partido, Everaldo Cabral soltou o nome da deputada Mary Gouveia (PHS) como uma das possíveis filiações. Segundo André, conversas estão sendo realizadas, inclusive, na Câmara do Recife. O dirigente, no entanto, não quis antecipar nomes. 


Veja a matéria original, publicada por Folha de Pernambuco.