Priscila Krause quer informação sobre reparos em prédio do Expresso Cidadão do Cordeiro

Em 08/05/2019 - 17:05
-A A+
QUESTIONAMENTO - “Por que não transferir os serviços para outro imóvel, dentro do próprio Parque do Cordeiro, como aquele em que funcionou a Adagro?” Foto: Roberto Soares

QUESTIONAMENTO – “Por que não transferir os serviços para outro imóvel, dentro do próprio Parque do Cordeiro, como aquele em que funcionou a Adagro?” Foto: Roberto Soares

Em discurso na Reunião Plenária desta quarta (8), a deputada Priscila Krause (DEM) contestou a justificativa, apresentada pelo Governo do Estado, para a suspensão de alguns serviços e a redução do horário de atendimento da unidade do Expresso Cidadão do bairro do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife. Segundo o Poder Executivo, reparos que vêm sendo realizados no prédio que abriga a unidade inviabilizam a oferta normal dos serviços aos cidadãos.

“Que reparos estão sendo realizados? O que tinha a unidade de tão grave? E por que não transferir os serviços para outro imóvel, dentro do próprio Parque do Cordeiro, como aquele em que funcionou a Adagro?”, questionou. “A dispersão do atendimento para outras unidades do Expresso Cidadão, que não têm estrutura para atender a demanda, prejudica a população”, acrescentou a parlamentar.

Priscila disse ter sido informada de que há a intenção do Estado em lançar um processo licitatório para a realização de reparos no espaço, que deverá ser fechado em 30 dias. Ela lembrou, no entanto, que já há um contrato com esse objetivo em vigor. Ela pediu esclarecimentos, também, sobre a questão.