Priscila Krause cobra esclarecimento do assassinato de vereador de Carpina

Em 08/08/2018 - 13:08
-A A+
Reunião Plenária

INVESTIGAÇÃO – “Autoridades precisam dar à família uma resposta o mais rapidamente possível. Foi assassinado um representante do povo.” Foto:

A deputada Priscila Krause (DEM) pediu, na Reunião Plenária desta quarta (8), um minuto de silêncio pela morte do vereador de Carpina (Mata Norte) Cosme Alves da Silva, o Nicó do Cimento. Em discurso na tribuna, ela destacou a trajetória do político, assassinado no último dia 27 de julho, e pediu que o crime seja esclarecido o mais rapidamente possível.

Nascido em Umbuzeiro (PB), de uma família de 16 irmãos, Nicó chegou a morar em São Paulo, onde trabalhou como lavador de carros e mecânico. Além de narrar a história do vereador, Priscila elogiou o trabalho assistencial que ele desenvolvia no município. “A entrada dele na vida pública foi um reconhecimento natural da população. Conseguiu mobilizar médicos, psicólogos, advogados, fisioterapeutas com o intuito de atender o povo pobre de Carpina”, emendou.

Conforme ressaltado pela parlamentar, Nicó do Cimento foi morto em frente a uma associação de moradores na cidade onde “trabalhava em benefício da população”. “Fico me perguntando o que é que levou a isso: alguém que planta o bem a vida inteira sofrer uma violência desse tipo”, lamentou. “As autoridades precisam dar à família uma resposta, uma satisfação, o mais rapidamente possível. Foi assassinado um representante do povo, um homem de bem que lutava dia e noite pelas pessoas que estavam perto dele.”

Multas de trânsito – Priscila Krause também anunciou a apresentação do Projeto de Lei nº 2024/2018, que obriga os órgãos estaduais responsáveis a publicarem mensalmente, na internet, a quantidade de multas de trânsito aplicadas no mês anterior, o valor arrecadado e as despesas realizadas com esses recursos. De acordo com a deputada, a proposta está em consonância com alteração feita no Código de Trânsito Brasileiro em 2016.

Ela ainda ressaltou que, em 2017, o Governo do Estado, via Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e Departamento de Estradas de Rodagem (DER), arrecadou R$ 54 milhões, e a Prefeitura do Recife, outros R$ 36 milhões com multas de trânsito. Segundo Priscila, a divulgação na internet atende aos princípios da transparência e da busca de eficiência da administração pública, assim como estimula a participação do cidadão na gestão dos recursos públicos.