Desembargadores do Tribunal de Justiça recebem presidente em exercício da Assembleia

Em 25/07/2018 - 19:07
-A A+
A Mesa Diretora da Alepe foi recebida pelo presidente do TJPE, desembargador Adalberto de Oliveira Melo.

REUNIÃO – No encontro foram abordados temas como a importância da Justiça Terapêutica, a laicidade do Estado, a memória do ex-deputado Guilherme Uchoa e o bom relacionamento entre o Judiciário e o Legislativo. Foto: Alepe

O primeiro vice-presidente no exercício da Presidência da Alepe, deputado Pastor Cleiton Collins (PP), fez uma visita de cortesia ao Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) nesta quarta (25). O parlamentar foi recebido pelo presidente do órgão, desembargador Adalberto de Oliveira Melo, e por outros dez desembargadores.

Durante a reunião, o deputado solicitou apoio do Judiciário Estadual para impedir a exibição da peça “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu” no Festival de Inverno de Garanhuns deste ano. Há cerca de um mês, o espetáculo fora proibido de ser apresentado no evento. No entanto, nessa terça (24), a Promotoria de Justiça do município do Agreste Meridional recorreu da decisão. “Peço que a Justiça não dê amparo legal para essa apresentação. Não é nada contra o talento dos artistas, mas trata-se de uma questão de respeito à tradição religiosa”, justificou Cleiton Collins.

O deputado ainda propôs a criação de um grupo de trabalho para valorizar a atuação das comunidades terapêuticas de ressocialização de dependentes químicos, por meio da criação de um selo de qualidade para essas entidades. Também foram abordados temas como a importância da Justiça Terapêutica, a laicidade do Estado, a memória do ex-deputado Guilherme Uchoa e o bom relacionamento entre o Judiciário e o Legislativo.

“Os Poderes devem ter uma convivência harmônica. A presença do Pastor Cleiton Collins hoje abre um canal de comunicação muito importante para todos nós”, avaliou o desembargador Adalberto de Oliveira Melo. Também participou do encontro o deputado Zé Maurício (PP), representando os demais parlamentares.