José Humberto Cavalcanti reclama de falta d’água em Jataúba

Em 12/04/2018 - 16:04
-A A+
Reunião Plenária

REGISTRO – Parlamentar diz que barragens estão com capacidade suficiente, mas população não recebe água em casa. Foto: Roberto Soares

A falta de água em Jataúba, Agreste Setentrional, foi registrada em pronunciamento do deputado José Humberto Cavalcanti (PTB), no Pequeno Expediente desta quinta (12). O parlamentar lamentou que, há seis anos, o produto não tem chegado às torneiras das casas.

Segundo Cavalcanti, depois de um longo período de estiagem, as duas barragens que abastecem o município – a de Luísa, localizada na zona rural, e a de Poço Fundo, na vizinha Santa Cruz do Capibaribe – voltaram a ter capacidade de fornecer água aos 1.915 domicílios que possuem ligação com o sistema da Compesa.

“Com as últimas chuvas, a Barragem de Luísa, que armazena 300 mil metros cúbicos, verteu, mas ainda assim a água não chega à população”, salientou o petebista. O deputado fez um apelo à Secretaria de Recursos Hídricos e à Compesa para que seja providenciado sistema de adução, tratamento e distribuição do produto, assim como reparos das fissuras do reservatório.

Cavalcanti também citou dados da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) informando que a Barragem de Poço Fundo está com 27% de sua capacidade de armazenamento. “A natureza foi generosa, há água suficiente. É preciso que os órgãos cuidem da adução, do tratamento e da distribuição.”

Rodovia – O parlamentar ainda fez um apelo à Secretaria Estadual de Transportes para que seja feita operação tapa-buraco emergencial e instalada sinalização na estrada que liga os municípios de Santa Cruz do Capibaribe, Jataúba e Brejo da Madre de Deus. “Trata-se de uma via muito importante, por onde passam muitos veículos em direção ao Polo de Confecções do Agreste”, destacou.