Parlamentares destacam ações para vítimas de enchentes e cobram verba do Governo Federal

Em 15/06/2017 - 15:06
-A A+

SIMONE – “Após o atendimento dos danos materiais, a emissão de documentos representa resgate da dignidade”. Foto: Rinaldo Marques

Durante a Reunião Plenária desta quinta (15), os deputados Simone Santana (PSB) e Adalto Santos (PSB) abordaram as ações anunciadas pelos Governos Estadual e Federal para as áreas atingidas pelas enchentes, na Zona da Mata Sul. A deputada destacou a ação, iniciada nessa quarta (14), em Palmares e Gameleira, para emissão gratuita de carteiras de identidade e certidão de nascimento. Já Santos cobrou a liberação, pela União, dos R$ 600 milhões anunciados pelo presidente Michel Temer.

Ao tratar da ação das secretarias estaduais de Defesa Social e de Justiça e Direitos Humanos, Simone Santana divulgou o cronograma da emissão de documentos nos próximos dias: quinta (15) em Correntes e Barreiros, dia 16 em Água Preta e Cortês, 17 em Ribeirão e Rio Formoso, 19 em Jurema e São Benedito do Sul e 20 em Belém de Maria e Sirinhaém.

“O Governo do Estado tem se mostrado presente, firme e eficiente no atendimento às necessidades dos municípios vitimados pelas enchentes. Após o atendimento dos danos materiais, a emissão de documentos representa o resgate da dignidade e da cidadania dessas pessoas”, assinalou.

Reunião Plenária

SANTOS – “Presidente Temer prometeu R$ 600 milhões para a conclusão de obras hídricas e de prevenção a enchentes”. Foto: Rinaldo Marques

Adalto Santos registrou o compromisso assumido pelo presidente Michel Temer ao visitar Pernambuco, no último dia 29. Ele prometeu liberar R$ 600 milhões, via Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES), para a conclusão de obras hídricas e de prevenção a enchentes.

“Estamos encaminhando ofício aos deputados federais e aos três senadores de Pernambuco pedindo que unam forças para que o presidente se empenhe em efetivar a promessa feita. O Governo do Estado tem feito o que pode, mas há poucos recursos porque são mais de 25 cidades afetadas pelas enchentes”, ressaltou.